Ir e vir na América Latina – Mobilidade Urbana

Ir e vir na América Latina

As principais cidades da América Latina têm enfrentado desafios parecidos quando o assunto é mobilidade urbana. Um levantamento do Inrix, centro de pesquisa sobre qualidade no trânsito, identificou que em 2017, entre as dez cidades mais congestionadas do mundo, São Paulo ocupava o 4º lugar e Bogotá o 6º. Na classificação dos países no mesmo período, o 3º mais congestionado do mundo era a Colômbia, seguido da Venezuela, em 4º, e do Brasil, em 7º.

A poluição gerada pelo tráfego de carros e ônibus é outro desafio enfrentado sobretudo pela Cidade do México, uma das mais poluídas do mundo. Ali o rodízio de carros começou já em 1989 e se estende até aos sábados.

Mas não só o congestionamento e a poluição são um problema. Há também a necessidade de ampliação dos espaços públicos, que coincide com a urgência em aprimorar o transporte coletivo e reduzir o impacto ambiental. Tudo isso, claro, sem aumentar o custo de vida da população.

E como os administradores da região estão resolvendo essas questões?

Bogotá, na Colômbia, foi sede de um movimento pioneiro na América Latina. Ainda no final dos anos 1990 o transporte coletivo foi reestruturado com a implantação do sistema de ônibus TransMilenio. Em paralelo a isso, a prefeitura construiu mais vias pavimentadas para integrar a cidade e aumentou a quantidade de praças verdes e espaços públicos principalmente na periferia.

Também pioneira, a Cidade do México foi sancionou a lei de aplicativos de mobilidade ainda em julho de 2015. Segundo jornal local, de cada viagem é cobrada uma taxa de 1,5%, e o valor é direcionado a um fundo para taxis, mobilidade e pedestres. Em Buenos Aires houve um forte estímulo ao uso das bicicletas. A atual gestão do Ministério de Transporte do país até abriu duas novas pastas na gestão: uma especial para pedestres e outra para os ciclistas.

Quer saber mais sobre as experiências e estratégias usadas nas principais cidades da América Latina para aprimorar a mobilidade urbana e a segurança no transporte?

O Summit de Mobilidade Urbana LATAM 2018 reunirá gestores públicos a frente dos grandes centros da região para que eles expliquem como foi o projeto e que resultados têm colhido. A proposta é discutir os desafios e integrar soluções. Parceria público privada? Estímulo a pesquisas para desenvolvimento de soluções? Novas tecnologias? Quanto custam? O que falta?

Se inscreva. Faça parte. Proponha. Conheça.

Google Maps